FINALIZAR ORÇAMENTO
×

Blog

Cândido de Faria: o criador do padrão mundial dos cartazes de cinema!

O projeto Ilustres Sergipanos surgiu com o objetivo de enaltecer os grandes nomes de Sergipe. Escolhemos 10 personalidades, todas únicas e incríveis. Para homenageá-las demos vida às suas histórias por meio de muita ilustração e orgulho. O primeiro grande nome é Cândido Aragonez de Faria, caricaturista, ilustrador e professor brasileiro, considerado um dos principais artistas gráficos do humor e da publicidade em sua geração.

Post-Cândido Faria.jpg

O primeiro homenageado do projeto é Cândido Faria, por sua contribuição para as artes visuais

Apesar de ser pouco conhecido no Brasil, Cândido de Faria é bastante popular mundo afora por ter sido um dos artistas responsáveis pela construção do padrão estético dos cartazes de filmes no início do cinema, na França. Ou seja, todos os cartazes de cinema que conhecemos hoje, obedecem ao formato criado por Cândido.

 

ORIGEM E REALIZAÇÕES
 

Natural de Laranjeiras/SE, Cândido nasceu no ano de 1849 e mudou-se para o Rio de Janeiro no ano de 1855, onde se formou pela Academia Imperial de Belas Artes. Em 1882 foi morar na França, onde ele começou a produzir peças publicitárias, cartazes para casas de espetáculos e produtos da indústria. Seu incrível portfólio fez com que ele se destacasse e logo ficasse responsável por produzir para a Pathé, um dos maiores e mais renomados grupos de cinemas Francês. Nessa época, em um período de 3 meses, ele chegava a produzir cerca de 9.000 cartazes em litografia de 1,20m x 1,60m, medida que até hoje se mantém em Hollywood e no mundo como formato padrão.

Em 1879, Cândido se mudou para Buenos Aires, um dos principais centros culturais da América, mas naquela época, a cidade estava tumultuada por guerras e outros problemas. Apesar disso, sua estreia foi promissora, e não demorou muito para lançar La Cotorra - a primeira revista colorida da América do Sul - em outubro de 1879.

Em 1911, Cândido faleceu em Paris, onde se consagrou como o nome mais importante das artes visuais no início do século XX.

Cândido de Faria construiu um legado repleto de inovações e pioneirismos. Ficou orgulhoso e quer saber mais sobre a sua história? Então confere o livro “Cândido de Faria – um ilustrador sergipano das artes aplicadas” lançado pela editora UFS, que está disponível tanto em Português como em Francês.

Além do livro, a universidade também produziu um filme chamado “Cândido de Faria - Um Brasileiro em Paris”, que conta um pouco da história do artista. Dá um orgulho danado desse nosso povo, não é? Não esquece de compartilhar este texto com os seus amigos e não deixe de acompanhar o nosso projeto nas redes sociais. Em breve compartilharemos a próxima história de mais um Ilustre sergipano. 

 

Compartilhar: